"Mister, Quero ir Trabalhar Consigo"


Acabados os campeonatos e todas as competições futebolísticas, é tempo de organizar a próxima época. Tanto Treinadores como atletas procuram o que é melhor para si face às propostas que lhes vão surgindo.
Os Treinadores, na altura de escolher o novo projecto, devem ter em conta vários aspectos. Um deles é, sem dúvida, a abrangência que cada projeto desportivo lhe pode oferecer! O Treinador, formado, sabe que não basta entregar uma bola de Futebol, dividir as crianças em duas equipas e esperar que os benefícios e/ou sucessos aconteçam automaticamente. É preciso ter um projecto pedagógico que permita aos jovens colherem tudo o que de positivo a prática de futebol pode gerar.
E com os atletas? Não será igual?
Os atletas dos vários clubes espalhados pelo país, na maioria das vezes, têm de pagar uma mensalidade para a prática do Futebol, seja durante a Formação (escalões de Benjamins a Juvenis), seja nos Seniores (onde não existem muitas das vezes ajudas de custo nas deslocações).
Por vezes, quando um Treinador opta por outro projecto em outro clube no final da época, ouve algo do género: “Mister, quero ir trabalhar consigo”! Independentemente da atitude do Treinador face a este (comum) desabafo, esta atitude representa uma apreciação positiva do seu trabalho por parte do atleta, o qual viu no seu trato e nos seus métodos processos positivos para a sua evolução enquanto jogador. 


Alguns clubes a nível distrital, quando um atleta opta por outros projectos que não os seus, têm por hábito ficar descontentes, particularmente com o Treinador do anterior projecto. No entanto os clubes deverão entender o seguinte:

- Não existe, a este nível, nenhuma imposição legal que obrigue o atleta a permanecer no clube (relembro que o clube na maioria das vezes, prestou um serviço e foi pago por tal). Por outras palavras mais comuns nesta modalidade, os jogadores são livres!

- O ponto de vista do atleta sobrepõe-se sempre ao do clube. O atleta irá procurar o que melhor encaixa nos seus objectivos.

- Muitas vezes são os próprios clubes a convidar à saída dos atletas menos dotados ou problemáticos, sem que isso comporte para o clube algum prejuízo (podendo estar a criar problemas de autoestima ao atleta).

Será assim também importante, entre o final de época e início da seguinte, o clube tirar as ilações devidas do comportamento dos atletas e corrigir as suas lacunas:

Por que é que os atletas A e B vão optar por outro clube?

Ambição ou projectos mais aliciantes?

Não gostaram da forma de trabalhar dos Técnicos?

As condições oferecidas são insatisfatórias?

O que nos faltou para sermos mais competitivos? 

Os clubes só perdem os jogadores se não os desejarem. Se lhes derem condições estruturais, bons Treinadores, bom ambiente semanal, os jogadores vão sentir-se bem e, independentemente das propostas, irão acabar por permanecer onde estão!
Em resumo, os atletas são livres de procurar mais e melhores condições, sejam elas monetárias, estruturais ou comportamentais. Tanto os Treinadores como os clubes têm de saber viver com isso. É o (nosso) Futebol!

                                                                              Rui Gomes

11 comentários:

  1. Discordo completamente, o caso aqui apresentado é residual. O que acontece muitas vezes nos dias de hoje é treinadores que se aproveitam do seu espaço dentro da estrutura de um clube para aliciar os jogadores para o acompanharem na mudança de clube. E isto sim, é um problema de falta de ética e ausência de valores. No meu entendimento este comportamento é uma traição aos clubes que ainda representam.
    Não me revejo nesse tipo de atitudes!!

    TREINADORES nós passamos e os clubes ficam, aquilo que fazemos hoje tem repercussões amanhã!!!

    ResponderEliminar
  2. Bom dia,

    Então aí já se coloca um problema directivo, pois se acham que o objectivo do treinador que está na estrutura é esse nunca deveriam ter assinado com esse Treinador.

    "Se lhes derem condições estruturais, bons Treinadores, bom ambiente semanal, os jogadores vão sentir-se bem e, independentemente das propostas, irão acabar por permanecer onde estão!"

    A nível distrital muitas vezes falhamos nessas situações, o que faz com que os jogadores vão experimentar outros clubes, por vezes com treinadores que NUNCA foram seus atletas.

    Os treinadores e jogadores passam e os clubes continuam, seja na 1º liga seja no distrital.

    Obrigado pelo comentário.

    Cumprimentos, Futebol Apoiado.

    ResponderEliminar
  3. Quando um clube contrata um treinador certamente que não acredita que este o vai trair.
    Obviamente que se o jogador se sentir bem não vai mudar, se o treinador que com ele trabalha não "lhe fizer a cabeça". Não sei se tem a possibilidade de vivenciar este fenómeno, eu tenho, e fico perplexo com as atitudes de alguns treinadores.
    Não sou contra as mudanças de clubes dos jogadores ou treinadores, nem tão pouco contra o jogador que procura o treinador, estou sim contra o treinador que procura o jogador que ainda treina para seguir consigo para o seu próximo clube. Obviamente que é desleal e de baixo nível.

    Cumps

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não se trata de traições nenhumas, os jogadores quando acaba a época são livres e podem ir ser felizes onde bem quiserem.
      Muitas vezes esses clubes que ficam chateados com as saídas são os mesmos que apoiam que os treinadores vão buscar atletas a outros locais!
      Como li em vários sítios as crianças tem o direito de sonhar e de seguir o desenvolvimento com quem bem entenderem.
      É futebol!

      Eliminar
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  5. "Em muitos casos, infelizmente, os seus comportamentos (dos treinadores) e os seus desejos pessoais podem contribuir de forma significativa para o insucesso da formação do jovem atleta. É por demais evidente que os problemas da formação desportiva não são nem as crianças, nem os jovens, mas sim alguns adultos, quer sejam pais, treinadores, árbitros ou dirigentes."
    texto completo em:
    https://www.facebook.com/vitorsantos1967/photos/a.1609305169332646.1073741828.1537338599862637/1860966664166494/?type=3&theater

    Parabéns pelos trabalhos apresentados.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "A criança tem direito, tem necessidade, de sonhar. O seu crescimento implica várias fases e o sonho deve estar sempre presente no seu desenvolvimento. Cabe aos adultos educar esse sonho. Não se deve cortar nem criar expectativas elevadas que não estão ao alcance de todas"
      Excelente, obrigado pela partilha!

      Eliminar
  6. Bom dia!
    Concordo plenamente com o que aqui foi dito. Os jogadores fidelizam-se é aos treinadores que passam maior parte do tempo com eles, às vezes, passam mais tempo com o treinador que com a própria família (tinha casos desses na minha equipa). Sendo assim, é normal que os jogadores queiram seguir o treinador, e que mal tem isso? Que mal tem um treinador chamar um jogador que já teve com ele na época passada? Não me parece desumano, parece-me sim futebol! No final da época, eles são livres de fazerem o que quiserem e ver onde se sentem bem.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Exactamente, Obrigado pela partilha. Continue a acompanhar o FA!

      Eliminar
  7. Penso que será importante referir que existem muitos atletas que ao acompanhar sempre o mesmo treinador podem ter sucesso durante aquele periodo de tempo... o pior é o passo seguinte. Quando passamos 4 ou 5 anos a interiorizar determinado sistema e modelo de jogo... durante aquele periodo onde deveriamos ter o maior número de experiências e altura em que estamos mais suceptiveis de adquirir competências sejam elas individuais ou colectivas. Como treinador claro que desejo ter uma mega equipa e andar sempre com eles e ganhar tudo o possamos ganhar, contudo, penso no futuro desses atletas e o melhor para a sua formação é terem o maior número possível de treinadores... Quantas mais ferramantas tiverem melhor.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O mesmo treinador consegue dar diferentes tipos de experiência e ferramentas pois cada treinador irá ter a sua evolução e a sua preparação diferente a cada ano. A escolha irá sempre recair no atleta.
      Obrigado pelo comentário. Continue a acompanhar o FA, cumprimentos!

      Eliminar

Com tecnologia do Blogger.