VI Fórum ANTF - Ideias e Frases Marcantes


Esta edição de 2017 conta com muitos intervenientes nas áreas do Futebol. O Seleccionador Nacional Fernando Santos, o Seleccionador Nacional feminino Luís Conceição e o Seleccionador Nacional de sub-17 José Guilherme são os representantes da estrutura da Federação Portuguesa de Futebol, sendo possível ainda ouvir nomes como Pedro Martins (Vitória Sport Clube), Luís Castro (Rio Ave), Vítor Oliveira (Portimonense), Jorge Simão (Braga), Miguel Leal (Boavista), Vítor Campelos (Guimarães-B), Henrique Calisto (ex-Paços de Ferreira), Manuel Machado (ex-Arouca), Manuel José (ex-Persepolis).
Todos os presentes querem melhorar as suas competências e ao mesmo tempo ouvir os técnicos a partilhar as suas experiências. Apresento então algumas dessas citações que, no meu entender, são úteis para uma reflexão e um crescimento como Treinadores…

Jorge Maciel:

“Futebol é um misto de arte com ciência”

“Os Treinadores quando estão no terreno têm que viver as ideias como se fossem deles, seja a nível de treino ou de jogo”

“É o inconsciente que toma conta de nós na competição… e é para esse inconsciente que o jogador deve ser treinado!”

“O essencial é invisível aos olhos”

“Realidade, desafios e necessidades diferentes com o mesmo enquadramento metodológico”

“Seduzir pela/com a ideia”

“Treinador é como um alfaiate”

“O Modelo de Jogo é tudo, mas nestas realidades é tudo e mais alguma coisa…não pode ser tudo e qualquer coisa”

 “Cada jogador chega até nós, mas nunca larga os hábitos antigos, o papel do Treinador é respeitar o que cada um traz consigo…Temos que partir das aprendizagens passadas e saber negociar com a realidade individual de cada um”

“Como ser abrangente sem hipotecar as individualidades de cada um?”

“A estabilização de rendimento vem com a identidade”

“Ser adjunto é estar na sombra e saber detrás das sobras”


            Manuel Machado:

“Futebol está chato…tantas ciências, tantas ferramentas, tanta evolução e o jogo está cada vez menos atraente”

“ Do meu ponto de vista a tecnologia no Futebol fez com que seja chato”

Miguel Leal:

“ O jogo é este e é neste contexto que temos que saber trabalhar”

“A capacidade do Treinador está também na capacidade de seleccionar o mais importante”

“É a única profissão no mundo em que num segundo se passa de bestial a besta!”

“Quando se chega a um clube tem que se perceber o que é necessário neste projecto”

“O que me preocupa actualmente nos jogadores é o factor de decisão… correm muito, mas isso não chega”

            Domingos Paciência:

“O que distingue o jogador português a nível mundial é a criatividade. Temos os exemplos de Eusébio, Futre, Figo, Ronaldo… hoje este jogador é difícil de encontrar, pois estamos a formatar jogadores … isto leva-nos a repensar o treino”

“Andamos durante a semana a treinar a 2 e 3 toques e ao fim de semana queremos que o jogador vá para cima e arrisque a finta!”

Professor José Soares:

“Não treinar jogadores como jogadores de atletismo, mas também não treinar como se fossem jogar xadrez”

“Treina para treinar para jogar!”

           Luis Castro:

"A equipa B é um rio que vai desaguar no mar que são as equipas A."

"Para mim a componente mais importante é psicológica... Não é tanto táctica, técnica e nem física..."

"Jogador estrangeiro acrescenta qualidade ao contexto."

"O que é isso de qualidade num atleta?"

"O treinador é o mais importante nos processos de evolução. Não interessam os Pais, Directores, nada. São os treinadores!"

"Pode-se querer ganhar sempre e desenvolver os jogadores e as equipas."

            Rui Jorge:

"As equipas B eram algo necessário para a evolução nos atletas e os bons desempenhos da selecção são exemplo disso."

"Entre os 18-21 para os seniores existia um muro muito grande."

            Vitor Campelos:

"Trabalhar com equipas B é trabalhar com o que de melhor haverá em Portugal nos próximos anos."

"Transições entre equipas B-A B-Juniores, nunca é fácil de gerir as expectativas de descer de escalão."

Rui Gomes


Sem comentários:

Com tecnologia do Blogger.