Na Formação tem de se ganhar!


      Já ouvi várias vezes que os melhores Treinadores deveriam estar na Formação. Poderá ter o seu fundamento de verdade, mas será que o Treinador estaria disposto apenas a formar e não a vencer?
           Num destes dias da minha formação contínua, fui abordado por outro Treinador que dizia que a culpa da má formação dos miúdos parte dos seus Treinadores. Uma das variáveis apresentadas é que o Treinador só quer é Ganhar, Ganhar e Ganhar. Será isso inválido? A mim não me parece. Se o trabalho é bem feito, dando-lhes o máximo de conhecimento do terreno de jogo que pisam e conferindo-lhes um psicológico a fortalecer-se o suficiente para querer superar as pedras que lhes são postas no caminho porque não se pode querer vencer? Não a todo o custo, mas isso parte do espírito de saber estar em desporto.
          O Treinador será aqui o Comandante do navio. Para isso, terá o barco pronto a navegar, mas precisará de orientação. E é aqui que entra o papel fundamental do Treinador! Dar instruções, colocar em prática todo um amplo conhecimento, demonstrar qual o caminho correcto à sua tripulação e explicar-lhes o porquê. Demonstrar que de uma maneira é mais rápida e mais correcta, sabendo qual a forma mais eficaz de fazer chegar a mensagem para que a tarefa possa ser cumprida na perfeição. E caberá à tripulação cumprir ou demonstrar que poderá ser como o Comandante diz, mas ao mesmo tempo ter algumas nuances no discurso. 


        Será então o Treinador de Formação um viciado em vitórias? Estará o treinador de formação no sítio certo para vencer? Claro que sim!
        Terá de ser um privilégio poder trabalhar directamente com Crianças e saber o quanto se pode marcar o sucesso ou insucesso no futuro da criança. Como tal, as Vitórias devem ser repartidas pelos vários objectivos definidos pelo Treinador para os seus Atletas durante uma época. Se a isso se aliar a vitória da equipa, é o ideal! Sendo certo que a exigência deve ser aliada a isto tudo, não de deve descurar o facto de serem crianças e de que irão tentar o seu melhor (se assim lhes for incutido), sendo que irão ter dias melhores ou piores e que nem sempre o caminho será feito numa linha recta.
        Tem de se ganhar? É imperativo! Dentro do caminho a percorrer nas etapas de Formação, são várias as barreiras a serem ultrapassadas e, para tal, tem de se ter a ambição de ganhar! A ambição de querer ser melhor, ser diferente e de uma constante prova de superação para consigo mesmo! Sem isto, nada feito.
        Como tal, teriam razão sobre “o Treinador tem culpa na formação do Atleta porque só quer é Ganhar, Ganhar e Ganhar!”? Na minha opinião está correcto! Tudo porque pretendo dotar os meus Atletas do máximo de vitórias possíveis. Sei que será através das pequenas vitórias que se irão gerar grandes conquistas, sejam elas quais forem. Seja o caminho dos meus pequenos Atletas o que eles entenderem. Dentro ou fora do Desporto, uma coisa será certa: Terão a minha marca no seu futuro e saberão que para conquistar algo, terão de lutar imenso por isso!
         Serão as pequenas vitórias que irão indicar o caminho que irás percorrer e demonstrar o caminho que terás pela frente. Como tal, o Treinador tem culpa de que só queiras Ganhar, Ganhar e Ganhar, pois também ele é um viciado em Vencer e todas as vitórias dos seus Atletas serão as suas vitórias. 

Ricardo Carvalho





2 comentários:

  1. É imperativo ganhar na formação?
    Ensinar a trabalhar para poder vencer sim, agora imperativo ganhar? Vais deixar de fora os que não conseguirem levar o treinador ao seu sonho? Jogaras sempre com os mesmos?
    Se tiveres uma equipa com metade da tua equipa com atletas mais novos (realidade de alguns clubes) então abandonas pois os mais novos não serão mais valias para o teu objetivo que é Ganhar!?
    Importante é disponibilizar o nosso tempo e dedicação a todos e mediante a entrega de todos ir procurando a vitória pois é a consequência do trabalho de todos.
    Abraço ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Nuno, antes de mais obrigado pela sua reflexão!
      Em relação ao seu comentário, não foi essa a ideia demonstrada. Se reler o parágrafo todo da citação que se refere, irá entender que o imperativo não é a vitória (jogo). O imperativo é ganhar e nesse termo, refiro como diz o parágrafo a barreiras a ser ultrapassadas e a "A ambição de querer ser melhor, ser diferente e de uma constante prova de superação para consigo mesmo!"
      No final, se der para aliar a vitória de grupo, melhor! De qualquer das formas, o importante é passar a noção de ganhar (ultrapassar as barreiras e objetivos propostos pelo treinador). Espero ter sido claro, pois a minha visão nunca poderia ir de encontro a algo que não é a formação pessoal do atleta e isso nunca passaria por jogar sempre com os mesmos ou algo do género.
      Cumprimentos, Ricardo Carvalho (FA TEAM)

      Eliminar

Com tecnologia do Blogger.