Mas, afinal, o que é o Futebol Feminino?



O que é isto do futebol feminino?

É do senso comum…O futebol feminino está mesmo numa fase importante do seu crescimento e evolução. Cada vez com mais praticantes, cada vez com maior cobertura e seguidores.

Mas todos nós que trabalhamos no meio, um dia pensámos o mesmo que vós que agora estão a ler estas linhas pensam: Será interessante? Será exigente? Valerá a pena?

A resposta é um contundente SIM!

Chamo-me José Sobral, sou treinador há pelo menos 10 anos, sempre com passagens pelos escalões de Formação de diversos clubes do distrito de Coimbra. Já treinei dos Benjamins aos Juniores. Já disputei campeonatos distritais e nacionais. Numa fase da minha carreira em que tinha decidido por mim parar uns tempos para evoluir, estudar mais e assim tornar-me melhor timoneiro, eis que surge o convite do Clube Condeixa para um projecto que nunca me tinha passado pela cabeça: as Seniores Femininas do clube.

Caramba…era mesmo isto que eu precisava. Algo que me colocasse à prova!

Admito, os primeiros tempos não foram fáceis para mim, mas hoje percebo que não foram para mim nem seriam para nenhum treinador habituado à realidade masculina. Na verdade estamos a lidar com mulheres…muitas mulheres J . Todas com o seu feitio e exigência.

E é esse ponto que eu queria tocar muito rapidamente: as praticantes do Futebol Feminino são exigentes, muito exigentes. Não só no treino, mas também na liderança do treinador, nas relações com o grupo e no jogo. Estamos a ser colocados à prova a cada segundo, o que na realidade é excelente, pois torna-nos melhores profissionais do que fazemos.

Hoje não há a mínima hipótese de facilitar num plano de treino. Elas exigem que o mesmo seja perfeito. Perguntam quando não percebem, querem entender porque razão o treinador quer que se vá por ali e não por acolá. Para quem está a ler pode parecer esquisito, mas esqueçam…é o que as torna especiais! 

E depois quando o que treinas sai ao domingo…deixa-nos repletos de orgulho!

Existem diferenças, mas a vontade de trabalhar e de ser melhor é a mesma ou muitas vezes superior.

E há tanto para falar nas próximas semanas…

Um abraço.

                                                                                         José Sobral

Sem comentários:

Com tecnologia do Blogger.