Atleta - Os 10 detalhes que marcam a diferença


Antes de ter a função de Treinador também estive do outro lado como jogador. Naturalmente era um miúdo com imensos sonhos e ambições, as quais, aliadas a outro tipo de mentalidade, permitiam-me passar horas a fio a praticar, sempre com a redondinha colada ao pé. No entanto, e apesar de ser bastante auto-crítico, existiam certos aspectos que eu não sabia que poderia melhorar. Hoje em dia, estando a lidar diariamente com jovens atletas, vejo pequenos pormenores que podem ser facilmente melhorados contando apenas com a vontade do jogador. Como tal, decidi enumerar 10 pontos chave…
                                                                 
1- Vem ao treino:
Quantas vezes não tens um dia longo e no final do dia só te apetecia descansar? Pois bem, afectar o rendimento dos teus colegas com a tua ausência e não aproveitar o teu momento do dia para fazeres uma coisa de que gostas, não me parece o mais apropriado para quem tem algumas ambições dentro do Desporto-Rei.

2- Mantém o foco (Ouve as instruções do teu Treinador);
O Treinador no início do treino, ou em cada conversa de grupo dentro do treino, explica aos atletas aquilo que tem planeado para a sessão. Se não perceberes metade daquilo que te foi explicado como poderás tirar o melhor rendimento de ti e demonstrares as tuas qualidades? Mantém o foco!

3- Pausas técnicas (Mantém a concentração no limite);
Se o teu Treinador manda-te hidratar e dá-te tempo limite ou se manda o grupo alongar, porque é que rapidamente vais-te meter a falar de assuntos que não têm nada a ver com a sessão? Achas que isso indica que estás totalmente concentrado e determinado em melhorar e tirar o máximo de proveito do treino? Se perdes 1 minuto em conversas no durante o treino, então quanto tempo de desconcentração terás durante o jogo? Mantém a concentração!

4- Plano de Jogo do Treinador;
Se o teu Treinador tem uma ideia de jogo e passas uma semana de treinos a trabalhar para essa ideia, porque é que chegas ao domingo e não a metes em prática? Achas que a tua forma de pensar o jogo é a mais correcta para chegar à vitória e de melhorares o teu rendimento enquanto atleta? O teu Treinador só quer o teu bem e o bem do grupo, tentando tirar o melhor proveito das qualidades individuais e grupais, mas para isso precisa da tua colaboração. Queres ser melhor e poder vir a ganhar títulos ou queres ser apenas mais um?

5- Qual a tua função? Jogar futebol...exclusivamente;
Muitas das vezes perdemos o foco para reclamar com o árbitro, adversário, público, etc… A verdade é que muitas das vezes o jogador perde o foco até para reclamar as decisões do próprio Treinador. Qual a tua função? Jogar futebol – exclusivamente! Então preocupa-te em melhorar diariamente e deixa as decisões para quem tem de as tomar. Em que é que reclamar com as decisões melhora o teu futebol e o futebol da equipa?


6- Deitar cedo e cedo erguer dá saúde e faz….
Crescer! Se não tiveres um descanso adequado, como é que vais ter a capacidade de enfrentar um momento tão intenso como é o dia de jogo? Em todos os aspectos (psicológico, físico, etc) é importante um bom descanso (mínimo oito horas antes da hora de levantar). “Mente limpa, corpo saudável!”

7- Não abanes a cabeça.
Durante a sessão de treino ou jogo, sempre que o Treinador te der instruções não abanes a cabeça como se tivesses percebido. Na realidade, em grande parte dos casos, não entendes e passas uma resposta ao teu Treinador como se tivesses percebido. Tempo de treino/jogo perdido, consequências reais no resultado da equipa, falta de concentração e responsabilidade, tudo isso pode acontecer devido ao teu gesto. Se o teu Treinador te dá instruções, não abanes a cabeça. Se tens dúvidas, questiona. Questiona até ao limite. É preferível uma ou várias questões do que estar constantemente a errar em aspectos que estão a ser sempre corrigidos em ti e no teu desempenho.

8- Prepara-te para o dia de jogo.
Antes da competição, onde irás colocar em prática a matéria que aprendeste durante a semana, deverás fazer uma reflexão e uma revisão de tudo o que te foi ensinado. Antes de adormeceres deverias manter o foco no que foi trabalhado durante a semana, naquilo que o Treinador pretende que melhores ou naqueles lances que estás acostumado a fazer e que te fazem brilhar. Tudo isto ajudar-te-á a manter o foco e a estar mais perto do sucesso (colectivo e individual).

             9- Luta por aquilo que realmente queres!
O teu Treinador não te convocou ou não estás a jogar tanto quanto gostarias? Luta por aquilo que realmente queres! Não desistas à primeira, não questiones em tom negativo, percebe aquilo que estás a fazer mal ou o que te falta para começares a entrar nas escolhas iniciais. Tem personalidade e desafia-te a ti próprio! Nenhum Treinador quer o mal do atleta, se não está a acontecer como desejavas que acontecesse, não desistas, sê persistente e corre atrás dos teus sonhos, eles não vão cair do céu.

10- Autocrítica pós-jogo
Depois de um jogo que corre mal, não podes estar no balneário como se a equipa tivesse ganho a Liga dos Campeões, a festejar como se não houvesse amanhã. Ninguém quer ver um “funeral”, mas há que sentir cada momento. Quando chegas a casa é óbvio que não queres os teus pais/amigos a criticarem-te por isto e aquilo que fizeste mal. É só um jogo, certo? Mas é o teu jogo! Quando tiveres o teu momento, reflecte sobre o que correu mal e o que poderás fazer para melhorar e trabalha afincadamente sobre isso. Demonstra que queres algo mais! A autocrítica é a melhor maneira de solucionares os teus problemas e certamente que com a ajuda do treinador e dos teus colegas irás conseguir ultrapassar os maus momentos.

É certo que estes 10 pontos são apenas pequenos detalhes. No entanto, penso que estes pequenos detalhes irão ajudar o atleta a alcançar uma performance superior e a estar mais próximo dos seus objectivos, sejam eles qual forem. Ter seriedade no trabalho é bastante importante!

                                                                       Ricardo Carvalho


Sem comentários:

Com tecnologia do Blogger.